VOCÊ SABIA ?

Que a Lei n.º 568, de 27 de agosto de 1898 anexou o referido Distrito de Rio Verde ao Município de Casa Branca. Pela mesma Lei, Rio Verde passou a ser chamada Itobi, que em tupi-guarani, significa água corrente verde ou rio verde.

BOLSA FAMÍLIA PDF Imprimir E-mail
Escrito por TI-ITOBINET   
Qui, 26 de Novembro de 2015 10:28

O que é o Bolsa Família

É um programa de transferência direta de renda, direcionado às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o País, de modo que consigam superar a situação de vulnerabilidade e pobreza.

O programa busca garantir a essas famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde.

Em todo o Brasil, mais de 13,9 milhões de famílias são atendidas pelo Bolsa Família.

Conheça o programa, os direitos e deveres das famílias participantes e conte com a Caixa no recebimento do benefício ou para tirar dúvidas.

 

Quais os objetivos do programa

- Combater a fome e promover a segurança alimentar e nutricional;

- Combater a pobreza e outras formas de privação das famílias;

- Promover o acesso à rede de serviços públicos, em especial, saúde, educação, segurança alimentar e assistência social.

 

Quem pode participar do programa

A população alvo do programa é constituída por famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza.

As famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda mensal de até R$ 77,00 por pessoa. As famílias pobres são aquelas que têm renda mensal entre R$ 77,01 e R$ 154,00 por pessoa. As famílias pobres participam do programa, desde que tenham em sua composição gestantes e crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos.

Para se candidatar ao programa, é necessário que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, com seus dados atualizados há menos de 2 anos.

Caso atenda aos requisitos de renda e não esteja inscrito, procure o responsável pelo Programa Bolsa Família na prefeitura de sua cidade para se inscrever no Cadastro Único.

E mantenha seus dados sempre atualizados, informando à prefeitura qualquer mudança, como de endereço e telefone de contato e modificações na constituição de sua família, como nascimento, morte, casamento, separação, adoção, etc.

O cadastramento é um pré-requisito, mas não implica na entrada imediata das famílias no programa, nem no recebimento do benefício. Mensalmente, o MDS – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas para receber o benefício.

Para saber se você foi incluído no programa, consulte o responsável pelo programa na prefeitura de sua cidade ou consulte aqui a lista de famílias beneficiárias.

 

Quem pode ter

Famílias que atendem aos critérios de renda: Renda até R$ 77.

Famílias com renda mensal de até R$ 77,00 por pessoa: Renda entre R$ 77,01 e R$ 154.

Famílias com renda mensal entre R$ 77,01 e R$ 154,00 por pessoa, que possuam em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças e adolescentes com idade entre zero e 16 anos incompletos: Renda de zero a R$ 154.

Famílias com renda mensal de zero a R$ 154,00 por pessoa, que possuam em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos.

Além disso, as famílias que atendem aos critérios do Programa Bolsa Família e estão inscritas em outros programas federais também têm direito ao benefício.

 

Como receber

Saiba o que fazer para que sua família receba o benefício.

 

1.         Cadastramento:

Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, procure o setor responsável pelo Bolsa Família no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.

 

2.         Seleção

A seleção das famílias é feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com base nos dados inseridos pelas prefeituras no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal. A seleção é mensal, e os critérios usados são a composição familiar e a renda de cada integrante da família.

 

3.         Pagamento

Se a sua família estiver entre as selecionadas você passa a contar com a ajuda do programa. O valor será de acordo com o tipo de benefício para o perfil da sua família. Veja aqui se sua família está na lista de beneficiários do programa.

 

Tipos de benefícios

Benefício Básico: concedido às famílias em situação de extrema pobreza (com renda mensal de até R$77,00 por pessoa). O auxílio é de R$ 77,00 mensais.

Benefício Variável: para famílias pobres e extremamente pobres, que tenham em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças e adolescentes de 0 a 16 anos incompletos. O valor de cada benefício é de R$ 35,00 e cada família pode acumular até 5 benefícios por mês, chegando a R$ 175,00.

Benefício Variável de 0 a 15 anos: Destinado a famílias que tenham em sua composição, crianças e adolescentes de zero a 15 anos de idade. O valor do benefício é de R$ 35,00.

Benefício Variável à Gestante: Destinado às famílias que tenham em sua composição gestante. Podem ser pagas até nove parcelas consecutivas a contar da data do início do pagamento do benefício, desde que a gestação tenha sido identificada até o nono mês. O valor do benefício é de R$ 35,00.

Benefício Variável Nutriz: Destinado às famílias que tenham em sua composição crianças com idade entre 0 e 6 meses. Podem ser pagas até seis parcelas mensais consecutivas a contar da data do início do pagamento do benefício, desde que a criança tenha sido identificada no Cadastro Único até o sexto mês de vida. O valor do benefício é de R$ 35,00.

Benefício Variável Jovem: Destinado às famílias que se encontrem em situação de pobreza ou extrema pobreza e que tenham em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos. O valor do benefício é de R$ 42,00 por mês e cada família pode acumular até dois benefícios, ou seja, R$ 84,00.

Benefício para Superação da Extrema Pobreza: Destinado às famílias que se encontrem em situação de extrema pobreza. Cada família pode receber um benefício por mês. O valor do benefício varia em razão do cálculo realizado a partir da renda por pessoa da família e do benefício já recebido no Programa Bolsa Família.

Observação: As famílias em situação de extrema pobreza podem acumular o benefício Básico, o Variável e o Variável Jovem, até o máximo de R$ 336,00 por mês. Como também, podem acumular 1 (um) benefício para Superação da Extrema Pobreza.

 

Requisitos

Inclusão da família, pela prefeitura, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.

Seleção pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

No caso de existência de gestantes, o comparecimento às consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS).

Participação em atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de inclusão de nutrizes (mães que amamentam).

Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos.

Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos.

Garantir frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos.

 

 

RELATÓRIO MENSAL DOS BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA

- = C L I Q U E   A Q U I = -

 

Última atualização em Qui, 26 de Novembro de 2015 11:07
 

ISS ELETRÔNICO

DIÁRIO MUNICIPAL

GALERIA-IMAGENS

TEMPO AGORA

VOCÊ SABIA ?

Que a Lei n.º 568, de 27 de agosto de 1898 anexou o referido Distrito de Rio Verde ao Município de Casa Branca. Pela mesma Lei, Rio Verde passou a ser chamada Itobi, que em tupi-guarani, significa água corrente verde ou rio verde.